Saúde mental em tempos de pandemia


Saúde mental em tempos de pandemia

No mês de março de 2021, o Brasil completou 1 ano convivendo com o isolamento social por conta da COVID-19, doença que abalou a humanidade e escreveu uma “página infeliz da nossa história”, parafraseando Chico Buarque e Francis Hime no samba Vai passar, composto em 1984. Momentos ruins passam e o que vivemos agora, também passará.

Para que possamos atravessar o mais rápido possível essa fase e virar essa página, devemos seguir firmemente as recomendações da ciência: distanciamento social, uso de máscaras apropriadas e higienização. Principalmente enquanto a vacinação avança.

Uma dúvida nestes tempos é bem comum: como anda a saúde de nossa mente com todo esse turbilhão? 

É natural estar preocupado, também é normal ter medo. No entanto, não deixe que esses sentimentos paralisem você. Faça do otimismo um exercício diário. 

No livro Felicidade Autêntica, o Psicólogo Martin Seligman, considerado o fundador da Psicologia Positiva, diz que os otimistas tendem a considerar os seus problemas passageiros, controláveis e específicos. Enquanto pessoas pessimistas vivenciam situações que vão muito além da própria realidade.


👉 Gestão Emocional – Você conhece as suas emoções?


Outra dica importante é manter o foco no presente. De fato, se dar conta do aqui e do agora. Reflita sobre o que pode ser feito para prevenir o pior cenário e mitigar os desafios que já existem. 

Quando ficamos muito preocupados em fazer projeções para o futuro gastamos muita energia mental e, geralmente, projetamos coisas negativas. Acabamos por esquecer de fazer o que está ao nosso alcance no momento.

Em situações de crise, é comum surgir um bombardeamento de informações. Sobretudo em tempos de hiper conexão com as redes sociais. Por isso, procure se informar apenas por fontes confiáveis, oficiais ou por jornalismo profissional. Caso se sinta ansioso, pode evitar um pouco as notícias neste dia e optar por ouvir uma boa música, ver um bom filme ou ler um livro.

Manter uma rotina pode lhe ajudar muito. Estabeleça horários para cuidar de si: dormir, acordar, alimentar-se de forma saudável, fazer atividade física, descansar e fazer pequenas coisas que você sente prazer. Essa organização é fundamental para a nossa mente. Caso esteja em home office, tome cuidado para não deixar as atividades laborais ocuparem todo o seu tempo.


👉 Você é ansioso? Ora, “não se afobe não, que nada é para já”


Por fim, quero compartilhar uma super estratégia: a A.C.A.L.M.E.-S.E

Criada pelo Psicólogo e Pesquisador Bernard Rangé, a estratégia pode ser muito importante em um momento de ansiedade mais intensa. Trata-se de um método para auxiliar no controle dos incômodos sintomas de ansiedade. Siga os seguintes passos:


1) ACEITE as sensações geradas pela ansiedade. Apesar de parecer estranho, aceite-as como algo inesperado e desconhecido, mas que passará.

2) CONTEMPLE o ambiente ao seu redor. Como um observador, descreva objetos, pessoas, foque a sua atenção no ambiente externo e deixe que o seu corpo lide com a ansiedade, sem julgamentos.

3) AJA apesar da ansiedade. Continue o que estava fazendo antes dela surgir.

4) LIBERE o ar dos pulmões. Respire devagar, inspire pelo nariz contando mentalmente até 3, leve o ar ao abdômen, segure o ar por mais 3 segundos e solte o ar lentamente pela boca contando até 6. Siga esse processo até encontrar o ritmo ideal para a sua respiração.

5) MANTENHA o roteiro anterior (aceitar, contemplar, agir e respirar) até que a ansiedade atinja um nível mais confortável para você.

6) EXAMINE os seus pensamentos. É comum pensamentos catastróficos surgirem. A maioria desses pensamentos são fantasiosos.

7) SORRIA. Você conseguiu passar pela crise.

8) ESPERE o futuro com aceitação. Deixe de lado a ideia de viver livre da ansiedade, ela faz parte de todas as pessoas e é útil à sua sobrevivência. Aprenda a conviver com ela e a utilizar os recursos necessários quando a crise estiver mais intensa.


Em caso de dúvida, busque sempre o suporte de um profissional de saúde.



Quer estudar com a gente?

MATRÍCULAS ABERTAS

Conheça o curso de Psicologia UNISUAM!





Por

Graduado em Psicologia (UFRRJ/2015), Mestre em Psicologia (UFRJ/2018). Atualmente desenvolve estudos de Doutorado em Psicologia (UFRJ). É Membro da Sociedade Brasileira de Psicologia Organizacional e do Trabalho (SBPOT) e do Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica (IBAP). É Professor Auxiliar do Departamento de Psicologia e Professor Colaborador da Pós-Graduação em Psicologia Organizacional e do Trabalho e em Gestão Estratégica de Pessoas da UNISUAM.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário